10 dos maiores desastres do mundo provocados pelo Homem

Durante séculos, a humanidade tem trabalhado para promover a qualidade de vida. Hoje, temos comunidades bem construídas e países desenvolvidos por causa desses esforços. Essas conquistas, no entanto, não deixaram de ter consequências negativas. Alguns desses feitos foram atingidos fazendo da Natureza a vítima. O homem, considera-se como sendo dono do planeta, mas às vezes a sua incompetência e estupidez dão origem a um caminho de destruição. Enquanto desastres naturais como furacões, terremotos e tsunamis causam destruição severa, o mesmo acontece com a humanidade; com as nossas experiências químicas e guerras, por exemplo. Aqui, reunimos uma lista de 10 desastres provocados pelo homem que foram dos mais destrutivos da história.

1. O derramamento das cinzas de carvão do Tennessee

Imagem: Wikimedia

A Usina de Combustível Fóssil de Kingston, no Tennessee, EUA, produzia cinzas de carvão como subproduto da combustão do carvão. A cinza de carvão é perigosa e é conhecida por causar grandes danos ao sistema nervoso, doença renal, deficiência auditiva, pressão alta e até, em último caso, a morte. A cinza, que é preenchida com metais e produtos químicos tóxicos deve ser contida ou armazenada de uma maneira específica para eliminar a contaminação dos solos e recursos hídricos. Um desses métodos exigia que as cinzas fossem misturadas com água e que a mistura fosse armazenada em células de draga.

Em 22 de dezembro de 2008, devido à má gestão, a mistura foi armazenada em quantidades perigosamente altas na encosta de uma colina. Naquele dia em particular aconteceram fortes tempestades de chuva. A mistura de cinzas de carvão ganhava peso quando a chuva caía e a mistura foi-se soltando do solo; causando um grande deslizamento de terra, de lama e cinzas. Os deslizamentos de terra são conhecidos por causar danos severos à propriedade e à terra, mas este em particular enterrou uma enorme área de terrenos agrícolas e casas com materiais tóxicos. 675 milhões de dólares de danos foram causados ​​por este, bem como outros 975 milhões que foram necessários para limpar tudo.

2. O Mancha de Lixo do Pacífico Norte

Imagem: Ray Boland, NOAA

Já em 1988, os cientistas previram que o lixo despejado nos nossos oceanos poderia fazer com que os animais marinhos sofressem gravemente. Hoje, essas previsões estão mais do que confirmadas, já que aproximadamente 8,1% de toda a superfície do Oceano Pacífico é coberta por uma mistura de lama tóxica, plástico, gasolina e outros resíduos. Existe um fenómeno marinho único conhecido como giro, que é causado por correntes no oceano. Basicamente, é um vórtice de água aprisionada que gira para sempre porque as correntes vizinhas o fazem girar de todos os lados.

O vórtice do lixo do Pacífico, está cheio de detritos em constante rotação. 70% dos detritos marinhos, na verdade, afundam no fundo do oceano e com eles os plásticos que compõem a maioria destes. Esses detritos podem ser muito prejudiciais para a vida marinha no giro. Para colocar as coisas em perspectiva, o vórtice do lixo do Pacífico é 17 vezes o tamanho de Portugal. Estima-se que pelo menos 136.000 focas, leões marinhos e grandes baleias morrem todos os anos por causa da negligência da humanidade.

3. Love Canal

Imagem: Departamento de Saúde de NY / Wikimedia

Durante décadas, as indústrias têm despejado materiais tóxicos em rios e terras; destruindo o meio ambiente e causando problemas de saúde às pessoas. Durante a década de 1940, uma fábrica química despejava secretamente lixo industrial num canal abandonado, em Nova York. Em 1953, eles cobriram a área perigosa com terra e venderam a terra a um conselho escolar local por apenas um dólar. A nota de venda incluía os detalhes que explicavam o que havia debaixo da terra e os perigos adjacentes.

No entanto, o conselho escolar foi em frente e construiu uma escola em cima da terra. Dois anos depois, quando os trabalhadores da construção civil começaram a conectar casas e empresas ao sistema de esgotos, os materiais perigosos começaram a infiltrar-se na cidade. Os residentes sofreram doenças, abortos espontâneos e outros efeitos. Em 1978, 56% das crianças nascidas entre 1974 e 1978 tinham defeitos congénitos. O Love Canal foi declarado a primeira área de desastre federal americano de causas humanas e os moradores foram realojados pelo governo federal.

4. Derramamento de Petróleo em alto mar

De Stock: Guarda costeira

Também conhecido como derramamento de petróleo do Golfo do México em 2010, o derramamento de petróleo da Deepwater Horizon é o maior derramamento de petróleo marítimo da história. Em 20 de abril de 2010, uma onda de gás natural explodiu através de um núcleo de betão/concreto e causou uma explosão submarina na plataforma de petróleo Deepwater Horizon. A explosão foi tão poderosa que ceifou 11 vidas e feriu outras 17. Dois dias depois da explosão, a plataforma virou e afundou. Logo após a plataforma se afundar no oceano, o petróleo começou a derramar do poço danificado.

Estima-se que mais de 60.000 barris de petróleo vazaram no oceano por dia. O mecanismo de prevenção de explosões da sonda, um mecanismo de segurança contra falhas projectado para fechar o canal através do qual o petróleo era retirado, apresentava defeitos. Isso causou uma estimativa de 31,9 milhões de barris de petróleo  derramados no oceano e foram necessários 87 dias para conter o vazamento. Infelizmente, os danos no Golfo do México já estavam feitos, peixes, pelicanos e tartarugas começaram a morrer. O vazamento causou o encerramento da pesca de camarão, afetando as economias de vários países ao longo da costa do Golfo.

5. Acidente Nuclear de Fukushima

Imagem: Mainichi Shimbun / Wikipedia

Em março de 2011, um terremoto de magnitude 9,0 atingiu Fukushima, matando mais de 18.000 pessoas e provocando o pior desastre nuclear do mundo desde Chernobyl. O terremoto fez com que o sistema de arrefecimento da usina nuclear perdesse energia e os geradores a diesel de emergência foram inundados pelo tsunami. Apenas um dia após o tsunami ter devastado a cidade e desalojado mais de 300 mil, a usina de Fukushima falhou. Quando o sistema de arrefecimento foi desativado, resultou num colapso nuclear de três dos reatores nucleares da usina.

A série de explosões libertou materiais radioactivos no ar e na água. Em julho, a maioria das fontes de comida e água haviam sido contaminadas; deixando as pessoas com acesso limitado a estes bens essenciais. Apesar de tudo isso, o governo japonês trabalhou em ritmo acelerado para conter o vazamento e limitar as pessoas à exposição. Em 2018, o Japão reconheceu que um homem de 50 anos, que trabalhou na usina nuclear duas vezes durante o colapso, havia morrido devido à exposição à radiação.

6. Desastre Nuclear em Three Mile Island

Imagem: Wikimedia

A Usina Nuclear Three Mile Island está localizada no condado de Dauphin, na Pensilvânia, EUA. Em 28 de março de 1979, o maior acidente nuclear de sempre que ocorreu nos Estados Unidos, deveu-se uma válvula de descarga no reactor número 2 que falhou. Esta falha causou um colapso parcial do núcleo nuclear, lançando grandes quantidades de gases radioactivos e iodo radioactivo no meio ambiente.

O governo da Pensilvânia garantiu aos moradores que os materiais libertados na atmosfera não eram perigosos e que os níveis de radiação eram baixos. Só para garantir, o governador da Pensilvânia, Thornburgh, evacuou as mulheres grávidas para uma área mais segura. Mais de 2.400 moradores entraram com acções judiciais colectivas devido a morte e doenças relacionadas a materiais radioactivos.

7. Desastre marítimo do MV Doña Paz

 

Imagem: Wikipedia

O  MV Doña Paz, uma embarcação de passageiros registada nas Filipinas, também é conhecido como o Titanic da Ásia. Em 20 de dezembro de 1987, a embarcação zarpou de Tacloban, na Ilha Leyte, em direcção a Manila, com 4.000 passageiros a bordo. A embarcação de 2.215 toneladas foi projectada para transportar 1.200 passageiros, mas devido a uma alta demanda (já que era durante época de Natal), a empresa permitiu que aproximadamente 4.000 pessoas embarcassem.

De noite, a maioria dos oficiais do navio bebia e assistia TV, deixando os controles nas mãos de um aprendiz. Enquanto o navio atravessava o Estreito de Tablas, a 110 milhas ao sul de Manila, o petroleiro Victor, com 629 toneladas, transportava 8.000 barris de petróleo para a Ilha Masbate. Por razões desconhecidas, os navios colidiram, resultando numa enorme explosão. Em poucos minutos, os dois navios afundaram. Embora o Don Eusebio, um navio de resgate, tenha chegado rapidamente, só conseguiu encontrar 24 sobreviventes; metade deles do petroleiro. Isso o torna duas vezes mais mortal do que o desastre de Titanic e a pior tragédia marítima da história.

8. O vazamento de gás em Bhopal

Imagem: Wikipedia

O vazamento de gás em Bhopal é considerado o pior desastre industrial do mundo. A Union Carbide India Limited, uma fábrica de pesticidas em Bhopal, na Índia, vinha seguindo práticas perigosas há anos e violando as normas de segurança. A fábrica de produtos químicos, que estava em más condições, começou a vazar em 2 de dezembro de 1984. A fábrica era cercada por pequenas cidades com mais de 600.000 pessoas e nenhuma delas estava ciente do vazamento. Em menos de 24 horas, a fábrica havia vazado pelo menos 30 toneladas de um gás altamente tóxico chamado isocianato de metila, bem como uma série de outros gases venenosos.

Como os gases libertados eram pesados, eles ficavam perto do chão, fazendo com que a garganta e os olhos das vítimas queimassem, induzindo náuseas e causando muitas mortes. Estima-se que aproximadamente 16.000 pessoas morreram devido à exposição e outras 15.000 foram mortas durante um período de 10 anos. Hoje, mais de 30 anos após o incidente, materiais tóxicos ainda estão presentes na atmosfera ao redor da fábrica; causando defeitos congénitos nas pessoas.

9. O desastre do aeroporto de Tenerife

Imagem: Wikipedia

O desastre do aeroporto de Tenerife é o desastre aéreo mais letal da história. Em 27 de março de 1977, o voo 4805 da KLM e o voo 1736 da Pan Am, dois jumbos, colidiram um com o outro na pista, ceifando 583 vidas. Depois de uma ameaça global, os dois aviões foram reencaminhados para o principal aeroporto das Ilhas Canárias, em Las Palmas. Os aviões de passageiros estavam agora numa pista pouco usada e esperando a torre enviar o sinal para que pudessem levantar voo.

Enquanto os aviões esperavam que a torre respondesse, um denso nevoeiro abateu-se sobre a pista, reduzindo a visibilidade. Meia hora depois, a torre informou o voo da KLM que poderia ir até ao final da pista e este deu a volta, depois instruiu o voo da Pan Am em seguida. Assim que a tripulação da KLM alcançou a posição, eles anunciaram que estavam prontos para partir. O Pan Am ouviu a mensagem, ficou surpreso e respondeu que ainda estavam no meio da pista. A interferência de rádio fez com que a mensagem não chegasse ao voo da KLM, que naquele momento achava que estava pronto e livre para acelerar pela pista para levantar voo.

Bob Bragg, o primeiro oficial do voo da Pan Am, viu o voo da KLM em direcção a eles. Ele imediatamente guiou o avião em direção à esquerda e os pilotos da KLM fizeram o possível para levantar o avião do chão. Embora estivessem no ar, não era alto o suficiente; fazendo com que eles atingissem o voo da Pan Am e explodissem em chamas. Todos a bordo do voo da KLM foram mortos, mas 61 pessoas, incluindo membros da tripulação no voo da Pan Am, sobreviveram.

10. O despejo de lixo electrónico em Guiyu, na China

Imagem: Flickr

A lixeira de Guiyu na China é o maior aterro de lixo electrónico do mundo. Abrangendo 52 quilómetros quadrados, o terreno está repleto de iPhones, Galaxy S4s e todo tipo de lixo electrónico que você possa imaginar. O aterro é preenchido com mais de 70% de metais pesados; que faz o seu caminho até às fontes de água.

Materiais nocivos como o hidróxido de potássio vazam das baterias ao longo do tempo; causando irritação respiratória, dos olhos e da pele aos residentes próximos. Outro material nocivo é o chumbo, que entrou nos campos de arroz; causando contaminação generalizada no país. Acredita-se que milhares de pessoas sejam vítimas de envenenamento por chumbo e 54% das crianças que vivem em Guiyu tenham níveis mais altos de chumbo no sangue do que as das cidades vizinhas. Amostras do solo de Guiyu também mostraram que continha 371 vezes mais chumbo e 115 vezes mais cobre que o resto do país.

Comentários
Loading...