12 personagens da Disney que foram baseados em pessoas reais

Ao longo da sua história, a Disney criou histórias incríveis que nos acompanham desde a infância. Muitos dos seus personagens tornaram-se os nossos favoritos, e alguns deles estão nos nossos corações. No entanto, o que provavelmente não sabes é que muitos deles foram baseados em pessoas reais e, em alguns casos, celebridades.

Gostaríamos de te apresentar uma selecção de personagens icónicos da Disney baseados em pessoas reais e compará-las com aqueles que serviram de inspiração para os trazer à vida.

1. Os 4 abutres – os Beatles

Enquanto produzia a versão animada do romance The Jungle Book, a Disney e os cineastas encarregados da adaptação, conceberam uma participação bastante engenhosa dos Beatles. Estávamos em 1967 e eles já eram uma das bandas mais populares da época.

John LennonPaul McCartneyGeorge Harrison e Ringo Starr dariam as vozes aos 4 abutres. Os animais também tinham penteados loucos e cantavam a música That’s For Friends. No entanto, embora a banda tenha inspirado os pássaros, isso não foi motivo suficiente para prosseguir com o plano.

Dizem que Lennon preferiu não fazer parte. Ele explicou ao gerente da banda, Brian Epstein, que deveria dizer à Disney que era uma ideia melhor contratar Elvis Presley. Devido à nega de Lennon, o filme mostra apenas os abutres a falarem com sotaque semelhante ao dos artistas de Liverpool, com as vozes de  J. Pat O’MalleyDigby WolfeLord Tim Hudson e Chad Stuart.

2. Malévola – Eleanor Audley

Eleanor Audley não deu apenas a voz à Malévola em A Bela Adormecida, os cineastas da Disney também pediram que ela realizasse e filmasse as cenas que ajudariam os animadores a produzir a personagem fictícia. Isso significa que os traços e gestos da atriz inspiraram os movimentos e o rosto da Malévola. 
Além disso, Eleanor também serviu de  inspiração para a criação do personagem animado, Lady Tremaine, a lendária madrasta da Cinderela.

3. Jessica Rabbit – Rita Hayworth

A bomba de Quem Tramou Roger Rabbit? tornou-se um ícone devido ao seu retrato no filme e a sua figura impressionante. Mas a sua aparência não era apenas uma questão de sorte: Jessica Rabbit foi baseada na bela atriz Rita Hayworth.

No início do design da personagem, o escritor Gary K. Wolf baseou-se na dançarina da curta-metragem de animação Red Hot Riding Hood, criada por Tex Avery. No entanto, durante a produção do filme, a imagem de Jessica Rabbit mudou. Essa mudança foi inspirada por várias atrizes, mas principalmente por Rita. Richard Williams, diretor de animação do filme, disse que tentou fazer a personagem ser semelhante a Hayworth, mas com o cabelo de Veronica Lake.

4. O Chapeleiro Maluco – Ed Wynn

O Chapeleiro Louco é um dos personagens mais distintos e únicos de Alice no País das Maravilhas. No filme, o Chapeleiro foi inspirado nos gestos, aparência e personalidade do ator Ed Wynn. Ele também foi a voz por trás do personagem, por isso é justo dizer que ele serviu como modelo perfeito para os animadores usarem para projetar o Chapeleiro.

5. Edna Moda – Linda Hunt

Acredita-se que a história de Edna, a personagem de Os Incríveis, tenha sido originalmente baseada na vida da estilista Edith Head. No entanto, a personagem tem uma semelhança quase perfeita com a atriz Linda Hunt.

6. Scat Cat/ Gato Pilantra – Louis Armstrong

Scat Cat de The Aristocats foi um papel originalmente escrito para Louis Armstron , o distinto cantor de jazz e trompetista. A ideia era ele dar voz ao popular gato, que originalmente seria chamado Satchmo, o Gato.

Infelizmente, devido a problemas inesperados de saúde, Armstrong não pôde fazer parte do projeto. Isso forçou os cineastas a substituí-lo pelo músico Scatman Crothers. Por esse motivo, eles renomearam o personagem para Scat Cat e escreveram uma nova música para o personagem que Crothers tocou.

7. Dr. Facilier – Michael Jackson

Facilier, o vilão do filme A Princesa e o Sapo, foi baseado em  Michael Jackson. A forte semelhança entre os dois não é apenas evidente na sua figura esbelta e escolha de roupas, mas também na coreografia que o personagem do Dr. Facilier realiza ao longo do filme. Os maneirismos e posturas são os mesmos que “Rei do Pop” costumava exibir.

8. Ariel – Alyssa Milano

Quando os cérebros criativos da Disney começaram a projetar a personagem de Ariel para A Pequena Sereia, eles queriam retratar a imagem de uma jovem bonita, doce e contemporânea, então usaram Alyssa Milano como inspiração.

9. Ursula – Divino

Harris Glenn Milstead, também conhecido como Divine, foi um aclamado ator e drag queen americano que serviu de inspiração para criar a maligna Ursula de A Pequena Sereia. Os seus espectáculos e apresentações foram fundamentais para moldar os recursos, o estilo deslumbrante e a personalidade da vilã.

10. Alice — Kathryn Beaumont

A personagem principal de Alice no País das Maravilhas foi baseada na atriz Kathryn Beaumont. Ela também deu a voz a Alice. Os animadores da empresa usaram a jovem como modelo para dar vida a Alice. Ela tinha apenas 10 anos de idade na época. Inúmeras fotografias retratam o trabalho de Kathryn.

11. Cruella de Vil – Tallulah Bankhead

A versão animada de Cruella de Vil apareceu pela primeira vez na tela no filme de 1961, Cento e um Dálmatas. No filme, Betty Lou Gerson deu voz à vilã icónica. No entanto, Marc Davi , o chefe de animação, teve que criar Cruella do zero, então ele e a sua equipe confiaram na personalidade e nos gestos de Tallulah Bankhead para isso.

12. Branca de Neve – Marge Champion

Marge Champion foi uma das dançarinas mais emblemáticas do século XX. Quando ela tinha apenas 14 anos, a jovem artista fez o teste para o papel de Branca de Neve. O seu trabalho era recriar as cenas da personagem na frente dos animadores. Ao fazê-lo, no entanto, ela foi convidada a manter a elegância e os movimentos delicados da sua experiência de dança que também caracterizavam a princesa.

Uma das razões pelas quais Marge conseguiu o papel foi por causa do seu pai. Ela tinha um talento excepcional para dançar e actuar, mas também foi criada a comportar-se como a realeza. Ernest Belcher, pai de Marge, ensinou-a a curvar-se e a comportar-se regularmente com muita delicadeza. A sua educação permitiu-lhe conseguir o papel porque os eus gestos e posturas eram semelhantes aos que os produtores queriam para Branca de Neve.

Comentários
Loading...