Ciência – Bastante Interessante https://bastanteinteressante.org Se é interessante está aqui! Sun, 08 Sep 2019 19:05:14 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.2.4 Mães depois dos 30 anos, geram filhos mais inteligentes, segundo a ciência https://bastanteinteressante.org/maes-depois-dos-30-anos-geram-filhos-mais-inteligentes-segundo-a-ciencia/ https://bastanteinteressante.org/maes-depois-dos-30-anos-geram-filhos-mais-inteligentes-segundo-a-ciencia/#respond Sun, 08 Sep 2019 18:57:40 +0000 https://bastanteinteressante.org/?p=56303

A maioria das mulheres acredita que existe uma espécie de “data limite” para ter filhos. Apesar de ser verdade que após uma certa idade a gestação fica mais complicada, também não é menos verdade que as mulheres não precisam sentir-se pressionadas em terem um filho mais cedo só por causa das opiniões de terceiros ou […]

O post Mães depois dos 30 anos, geram filhos mais inteligentes, segundo a ciência aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>

A maioria das mulheres acredita que existe uma espécie de “data limite” para ter filhos. Apesar de ser verdade que após uma certa idade a gestação fica mais complicada, também não é menos verdade que as mulheres não precisam sentir-se pressionadas em terem um filho mais cedo só por causa das opiniões de terceiros ou para deixarem de ouvir as clássicas: “Então, quando tens um bebé?”, “Já estás na idade de ser mãe, não esperes muito tempo, depois já vais tarde”.

A maternidade é uma enorme responsabilidade ainda que, infelizmente, muitas pessoas não se dêem conta disso. É uma responsabilidade grande, para a mãe, para o pai e restante família. Quer se queira quer não, as crianças transformam a vida de todos à sua volta e podem despertar o lado mais cuidadoso, que por muito tempo esteve adormecido, em muitas pessoas da família ou círculo de amigos dos pais.

Muitas coisas são (ou deveriam) tidas em consideração quando uma pessoa ou casal decide ter uma criança: condição financeira, relações pessoais e profissionais, estabilidade emocional, entre muitas outras coisas.

Geralmente, quando se é mãe muito nova, muitos dos factores acima mencionados não estão salvaguardados e esse é o motivo pelo qual muitas pessoas decidem ter filhos mais tarde e, de acordo com a ciência, não há mal nenhum nisso.

Um estudo realizado pela professora associada em Demografia no Centro de Estudos Longitudinais localizado no Departamento de Ciências Sociais da University College London, Alice Goisis, demonstrou que as mulheres que são mães a partir dos 30 anos geram filhos mais inteligentes.

Para chegar à sua conclusão foram analisados dados de um outro estudo, Millennium Cohort Study (MCS), onde foram acompanhados 18.000 nascimentos ocorridos no Reino Unido por volta do ano 2000.

Após análise dos dados, chegou-se à conclusão que as mães que têm o primeiro filho após os 30 anos estão mais estabilizadas profissionalmente, emocionalmente e financeiramente.

Acresce ainda que, as crianças de mães mais velhas costumam ter melhor saúde, estatisticamente, e menor propensão ao vício de fumar. Juntar ainda que são crianças amamentadas durante menos tempo.

Porém, quando a idade das mães chega aos 40 anos, as coisas mudam. Os seus filhos apresentaram resultados cognitivos inferiores e comportamentais diferentes, sendo mais propensos a obesidade, em comparação com os filhos de mulheres com idades entre os 25 e 29 anos.

São evidências científicas que podem servir como guia quando chegar a hora de planear a geração de uma criança. Convém sublinhar que, cada caso é um caso, e que a melhor altura para sermos mães é quanto nossos corações realmente desejam e quando sentimos que estamos preparadas!

Qual a tua opinião sobre o resultado do estudo? Na tua família é assim ou é bastante diferente? Comenta abaixo e partilha o artigo nas tuas redes sociais!

O post Mães depois dos 30 anos, geram filhos mais inteligentes, segundo a ciência aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>
https://bastanteinteressante.org/maes-depois-dos-30-anos-geram-filhos-mais-inteligentes-segundo-a-ciencia/feed/ 0
Chocolate e vinho tinto ajudam a combater rugas e a manter a pele jovem, dizem cientistas https://bastanteinteressante.org/chocolate-e-vinho-tinto-ajudam-a-combater-rugas-e-a-manter-a-pele-jovem-dizem-cientistas/ https://bastanteinteressante.org/chocolate-e-vinho-tinto-ajudam-a-combater-rugas-e-a-manter-a-pele-jovem-dizem-cientistas/#respond Sat, 17 Aug 2019 16:59:01 +0000 https://bastanteinteressante.org/?p=55847

O chocolate e o vinho tinto são duas verdadeiras paixões globais. Quer seja para comemorar momentos especiais, relaxar um pouco após um longo dia ou aproveitar a companhia de pessoas importantes nas nossas vidas, estes dois são presença assídua na vida de muitas pessoas. Porém, para além de serem nossos companheiros de vida, também são […]

O post Chocolate e vinho tinto ajudam a combater rugas e a manter a pele jovem, dizem cientistas aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>

O chocolate e o vinho tinto são duas verdadeiras paixões globais. Quer seja para comemorar momentos especiais, relaxar um pouco após um longo dia ou aproveitar a companhia de pessoas importantes nas nossas vidas, estes dois são presença assídua na vida de muitas pessoas.

Porém, para além de serem nossos companheiros de vida, também são muito bons para te manteres jovem, afirmam os investigadores.

Os investigadores descobriram que ambos ajudam a rejuvenescer células mais velhas, tornando-as mais jovens e fazendo com que estas se comecem comportar mais como células jovens. Quando envelhecemos, os filamentos de DNA nas nossas células perdem gradualmente os telómeros protetores, que agem como as pontas plásticas no final dos atacadores dos ténis/sapatilhas.

A equipe aplicou compostos baseados em substâncias químicas encontradas naturalmente no vinho tinto, chocolate amargo, uvas vermelhas e mirtilos nas células de laboratório. Os pesquisadores acreditam que o que propicia esse resultado são os compostos flavonoides, que estão presentes no vinho e no chocolate, e são conhecidos pelos seus efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios. Poucas horas após o tratamento com os compostos flavonoides, as células mais antigas começaram a dividir-se e originaram telómeros mais longos.  Espera-se que o avanço possa levar a terapias anti-envelhecimento.

A experiência foi realizada diversas vezes pelos pesquisadores e, de acordo com a líder do estudo Eva Latorre, as células rejuvenesceram em todas as experiências.

O trabalho da equipe da Universidade de Exeter, apoiada por pesquisadores da Brighton University, baseia-se nas suas descobertas anteriores.

É uma ótima notícia para os apreciadores de chocolate e vinho, mas é sempre bom lembrar que o consumo deve ser feito com moderação!

A pesquisa foi publicada na revista BMJ Cell Biology.

O post Chocolate e vinho tinto ajudam a combater rugas e a manter a pele jovem, dizem cientistas aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>
https://bastanteinteressante.org/chocolate-e-vinho-tinto-ajudam-a-combater-rugas-e-a-manter-a-pele-jovem-dizem-cientistas/feed/ 0
Homens carecas são mais inteligentes e bem sucedidos, aponta estudo https://bastanteinteressante.org/homens-carecas-sao-mais-inteligentes-e-bem-sucedidos-aponta-estudo/ https://bastanteinteressante.org/homens-carecas-sao-mais-inteligentes-e-bem-sucedidos-aponta-estudo/#respond Sat, 17 Aug 2019 13:40:06 +0000 https://bastanteinteressante.org/?p=55834

Para muitos homens, a calvície pode ser um assunto delicado: muitas vezes estes sentem-se menos atraentes e até masculinos. No entanto, uma pesquisa demonstrou que não há razão para isso, muito pelo contrário. Os homens calvos passam mais frequentemente uma imagem de maior confiança, inteligência e domínio social. Afinal de contas, talvez não seja assim tão mau […]

O post Homens carecas são mais inteligentes e bem sucedidos, aponta estudo aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>

Para muitos homens, a calvície pode ser um assunto delicado: muitas vezes estes sentem-se menos atraentes e até masculinos. No entanto, uma pesquisa demonstrou que não há razão para isso, muito pelo contrário. Os homens calvos passam mais frequentemente uma imagem de maior confiança, inteligência e domínio social. Afinal de contas, talvez não seja assim tão mau ser calvo!

Nós por aqui acreditamos que as pessoas devem aceitar-se tal qual como são e que tudo depende do ponto de vista.

Os homens carecas passam a imagem de ser mais dominantes a nível social

Um estudo conduzido pelo professor Dr. Frank Muscarella, da Barry University, Flórida, EUA, mostrou que os homens calvos passam a imagem de ser socialmente mais dominantes em comparação com os outros homens. Os investigadores descobriram que, embora as pessoas vejam os homens com cabelo como sendo mais atraentes fisicamente, os homens carecas são mais propensos a ser conotados como sendo de um estrato social mais elevado: as pessoas afirmam vê-los como mais dominantes e superiores a nível social.

Durante a pesquisa, o Dr. Frank Muscarella pediu a um grupo de pessoas para classificar os participantes do sexo masculino de acordo com 4 critérios: atratividade, agressividade, apaziguamento e maturidade. A algumas pessoas foram mostradas as fotos de homens que tinham a cabeça cheia de cabelo e a outra parte do grupo viu as fotos dos mesmos homens, mas com o cabelo completamente rapado, digitalmente. Os resultados revelaram-se bastante inesperados: os homens calvos foram classificados como mais honestos, inteligentes e masculinos.

Vários outros estudos provaram que estes resultados são fidedignos.

As conclusões do Dr. Frank Muscarella são suportadas por pesquisas da Universidade da Pensilvânia. O psicólogo Albert E. Mannes provou que as pessoas tendem a ver homens calvos como mais fortes, mais dominantes e bem-sucedidos.

Mas os homens carecas não são apenas conotados como fortes e sensuais, eles também são vistos como bastante inteligentes. Pesquisadores da Universidade do Saarland analisaram dados com base na pesquisa de opinião de 20.000 pessoas. Os resultados mostraram que os homens calvos são mais frequentemente considerados mais velhos do que realmente são, mas as pessoas vêem-os como mais sábios e inteligentes.

Ser parcialmente careca não funciona.

Para que as pessoas tenham essa percepção em relação a um homem careca, este deve ser totalmente desprovido de cabelo. Uma pesquisa demonstrou que os homens que têm zonas com cabelo e outras sem, portanto, não sendo totalmente carecas, em oposição, são conotados como fracos e menos masculinos. Pode estar ligado à circunstância de que rapar a cabeça pode ser percebido como uma declaração firme e inequívoca, dando aos outros a sensação de que o homem em questão tem a situação sob controle e não se envergonha da sua aparência. E isso é atraente!

Concordas com os resultados deste estudo?

O post Homens carecas são mais inteligentes e bem sucedidos, aponta estudo aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>
https://bastanteinteressante.org/homens-carecas-sao-mais-inteligentes-e-bem-sucedidos-aponta-estudo/feed/ 0
Pesquisa diz que dormir muito nos finais de semana pode ajudar-te a viver mais anos https://bastanteinteressante.org/pesquisa-diz-que-dormir-muito-nos-finais-de-semana-pode-ajudar-te-a-viver-mais-anos/ https://bastanteinteressante.org/pesquisa-diz-que-dormir-muito-nos-finais-de-semana-pode-ajudar-te-a-viver-mais-anos/#respond Sun, 11 Aug 2019 14:36:45 +0000 https://bastanteinteressante.org/?p=55665

Por vezes é difícil encontrar uma desculpa para se ficar mais tempo na cama nos finais de semana, mas… esta pesquisa em particular dá-nos provavelmente um ‘desculpa’ boa o suficiente. Parece que, dormir um pouco mais durante os finais de semana pode aumentar as tuas chances de viveres mais. É a altura perfeita, especialmente para aqueles […]

O post Pesquisa diz que dormir muito nos finais de semana pode ajudar-te a viver mais anos aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>

Por vezes é difícil encontrar uma desculpa para se ficar mais tempo na cama nos finais de semana, mas… esta pesquisa em particular dá-nos provavelmente um ‘desculpa’ boa o suficiente. Parece que, dormir um pouco mais durante os finais de semana pode aumentar as tuas chances de viveres mais. É a altura perfeita, especialmente para aqueles que são demasiado ocupados durante a semana e acabam por não dormir as horas suficientes.

Demos uma vista de olhos na pesquisa para entendermos mais sobre os benefícios de se ficar na cama no fim de semana.

Dormir durante o final de semana pode ser melhor.

A maioria das pessoas e, de acordo com a doutrina, acredita que dormir pelo menos 8 horas por dia é o melhor. No entanto, um estudo sobre a duração do sono acaba de concluir que pode não ser o caso, afinal das contas. O estudo sugere que dormir poucas horas durante os dias de semana e longas horas durante o fim de semana é melhor, porque provavelmente vais viver mais tempo do que se dormires 8 horas por dia, durante a semana.

O estudo analisa as horas de sono e os seus efeitos sobre a taxa de mortalidade.

A pesquisa seguiu 38.015 pessoas durante 13 anos usando um registo nacional de óbitos e separou-as em dois grupos: aqueles com menos de 65 anos e com 65 anos ou mais. As horas de sono “ideais” por dia foram consideradas entre 6 e 7 horas. Fatores como género, índice de massa corporal, tabagismo, atividade física e trabalho por turnos também foram levados em consideração.

Ao que parece, se tens menos de 65 anos e dormes apenas 5 horas ou menos, tanto durante a semana como nos finais de semana, terás uma taxa de mortalidade 65% maior do que aqueles que dormem regularmente de 6 a 7 horas por noite.

Dormir longas horas durante o fim de semana pode prolongar a tua vida.

Se pertences à mesma faixa etária e desfrutas de um longo período de sono apenas durante os fins de semana, não há risco de uma taxa de mortalidade mais alta. Será como se dormisses consistentemente 6-7 horas por dia. Isso significa que podes “enganar a morte” dormindo mais nos sábados e domingos, compensando as horas perdidas durante a semana.

O mito de que dormir pelo menos 8 horas por dia é essencial, foi desmascarado.

Então é melhor dormir mais tempo? A resposta é: não, de acordo com o mesmo estudo. Dormir por 8 ou mais horas todos os dias aumenta a taxa de mortalidade em 25%, em comparação com o sono por 6-7 horas por dia. Esta descoberta desmascara o mito de que é saudável ter pelo menos 8 horas de sono todos os dias.

Todas estas conclusões, no entanto, não são aplicáveis àqueles com 65 anos ou mais. A ligação entre a duração do sono e a taxa de mortalidade parece desaparecer para pessoas dentro desta faixa etária. Torbjörn Åkerstedt, o primeiro autor do estudo, disse que talvez isso se deva ao fato de os indivíduos mais velhos já terem o sono de que precisavam para chegarem até esse ponto.

Esta revelação vai servir como desculpa para dormires mais tempo durante o fim de semana? És daqueles que prefere ter as mesmas horas de sono todos os dias ou compensar as horas de sono durante o fim de semana?

O post Pesquisa diz que dormir muito nos finais de semana pode ajudar-te a viver mais anos aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>
https://bastanteinteressante.org/pesquisa-diz-que-dormir-muito-nos-finais-de-semana-pode-ajudar-te-a-viver-mais-anos/feed/ 0
A ciência afirma que pessoas que falam com os seus animais de estimação são mais inteligentes do que os que não o fazem https://bastanteinteressante.org/a-ciencia-afirma-que-pessoas-que-falam-com-os-seus-animais-de-estimacao-sao-mais-inteligentes-do-que-os-que-nao-o-fazem/ https://bastanteinteressante.org/a-ciencia-afirma-que-pessoas-que-falam-com-os-seus-animais-de-estimacao-sao-mais-inteligentes-do-que-os-que-nao-o-fazem/#respond Tue, 18 Jun 2019 20:30:39 +0000 https://bastanteinteressante.org/?p=54912

Se és daqueles que gosta de conversar com o teu cão de estimação sobre um colega de trabalho chato ou discutir a escolha do jantar com o teu gato, podes suspirar de alívio. Não é sinal de loucura como o teu namorado(a) ou os teus pais podem suspeitar. A ciência afirma que conversar com os nossos amigos […]

O post A ciência afirma que pessoas que falam com os seus animais de estimação são mais inteligentes do que os que não o fazem aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>

Se és daqueles que gosta de conversar com o teu cão de estimação sobre um colega de trabalho chato ou discutir a escolha do jantar com o teu gato, podes suspirar de alívio. Não é sinal de loucura como o teu namorado(a) ou os teus pais podem suspeitar. A ciência afirma que conversar com os nossos amigos peludos é na verdade um sinal de outras qualidades importantes.

Ficámos tão interessados neste neste estudo que até descobrimos mais coisas interessantes.

Os animais de estimação são os nossos melhores amigos. Eles estão sempre perto de nós, fornecendo o apoio e a ajuda necessários. E não é de admirar que às vezes sintamos a necessidade de compartilhar os nossos sentimentos e pensamentos com eles. Mas há também uma explicação apoiada pela ciência sobre essas conversas que temos com aqueles que talvez não sejam capazes de nos entender, como os nossos amigos peludos.

Os pesquisadores chamam esse fenómeno de antropomorfismo. Felizmente, eles confirmaram que não há necessidade de chamar um médico. A tendência de atribuir emoções e características humanas a objetos não humanos é baseada na inteligência e na criatividade, e não na indelicadeza ou estupidez. “Na verdade, é um subproduto natural da tendência que torna os humanos excepcionalmente inteligentes neste planeta”, afirma Nicholas Epley, um dos cientistas.

Se formos mais ao fundo da questão, entenderemos que essa história realmente começa na infância. As crianças são capazes de criar amigos do nada. E achamos que toda a gente provavelmente se lembra de ter que levar todos os seus ursos de peluche, coelhos e carros para a cama, para que ninguém ficasse melindrado. Os pais costumam adorar esses sinais de lealdade, amizade e comunicação nos seus filhos.

Mas tudo muda quando crescemos. Acredita-se que esse traço tem de ser deixado para trás e que isso é algo que temos de superar. Se observamos um adulto a falar sozinho, quando está a olhar para o telemóvel ou computador, por exemplo, podemos começar a pensar que talvez não esteja bom da cabeça.

No entanto, não há diferença entre conversar com objetos sem vida e conversar com os nossos animais de estimação. Por exemplo, Nicholas Epley, um dos cientistas, discute uma interessante pesquisa realizada pelo programa de rádio “Car Talk”. Observou-se que quanto mais as pessoas gostavam dos seus carrosmais pareciam ter uma mente sã, crenças, desejos e até mesmo personalidade bem definida.

Sendo assim, podes agora ter a certeza de que não tens de te preocupar. O teu hábito de contares ao teu animal de estimação como foi o teu dia, é realmente uma coisa natural e normal, e isso significa apenas que o teu cérebro está a funcionar correctamente. Então, da próxima vez que estiveres na rua com os teus amigos peludos, podes ignorar os olhares surpresos das pessoas que passam. Eles estão simplesmente com inveja da tua inteligência e enorme cérebro!

O post A ciência afirma que pessoas que falam com os seus animais de estimação são mais inteligentes do que os que não o fazem aparece primeiro no Bastante Interessante.

]]>
https://bastanteinteressante.org/a-ciencia-afirma-que-pessoas-que-falam-com-os-seus-animais-de-estimacao-sao-mais-inteligentes-do-que-os-que-nao-o-fazem/feed/ 0