Este é o lago mais cristalino do mundo, porém não se pode nadar nele

O famoso Rotomairewhenua / Blue Lake (Lago Azul) está localizado na ilha sul da Nova Zelândia, mais precisamente no Nelson Lakes National Park. É um lago muito conhecido e admirado por todo o mundo graças às suas fotografias virais mostrando as suas águas incrivelmente cristalinas. O lago é considerado sagrado pelos Rotomairewhenua, uma das tribos da região, uma vez que a cristalinidade das suas águas é associada à pureza. Porém, a beleza das águas deste lago podem ser um verdadeiro chamamento da sereia, podendo mesmo ser mortais para quem decida banhar-se nelas

Então, o que se passa com a água do Lago Azul?

Apesar de toda a beleza do ambiente que o circunda, ninguém pode mergulhar nas suas águas, infelizmente. Ninguém pode mergulhar ou até mesmo acampar nas imediações do lago por respeito à cultura e tradição das tribos locais.

Qualquer pessoa pode apreciar e contemplar a beleza da área, mas apenas e só isso. Em primeiro lugar, para chegar até ao lago é necessário passar por uma enorme caminhada que dura em média dois dias, a contar desde a entrada do parque. Outra opção é viajar de helicóptero, quando autorizado, podendo dessa forma gravar toda a beleza envolvente deste lugar tão mágico.

Um jornalista teve o privilégio de lhe ser concedida essa autorização e foi assim capaz de registar as águas azul-violeta do Lago Azul.

Cientistas do Centro Nacional de Niwa comentaram: “É extrema a clareza que possui, talvez apenas a do Pacífico do Sudeste, perto da Ilha da Páscoa, o supere”.

A visibilidade pode ir até aos 80 metros, superando o anterior recorde, do lago Waikoropuru, também localizado na nova Zelândia, no qual foi possível observar através das águas até uma profundidade de 63 metros, de acordo com o Dr. Davies Colley. Além disso, ele também comentou que este lago é o mais próximo que já contemplamos de uma água opticamente pura.

Além das suas incríveis águas, este lago é protegido por uma floresta linda e exuberante.

Simplesmente surpreendente, não é mesmo?

Via: Mundo Es Curioso

Comentários
Loading...