Formiga Drácula: o animal com a mordida mais potente do planeta

Pode esquecer os grandes felinos, os tubarões ou até os crocodilos, a mordida mais potente do no reino animal do nosso planeta é de uma aparentemente inofensiva pequena formiguinha. Com o nome científico Mystrium camillae e popularmente conhecida como formiga drácula, este pequeno insecto é dono das mandíbulas mais poderosas conhecidas, capazes de realizar movimentos a mais de 320 quilómetros por hora.

Agora, saiba também que toda essa potência pode ser aplicada a velocidades 5 mil vezes mais velozes do que o piscar de olhos de um ser humano. Isto ocorre devido aos hábitos de caça deste pequeno predador. “Essa alta velocidade de aceleração dos ataques que cria as forças de alto impacto é necessária para os seus comportamentos predatórios e defensivos. Estas formigas são fascinantes. As suas mandíbulas são muito incomuns”, diz o entomologista e professor de biologia da Universidade de Illinois, EUA, Andrew Suarez.

Os cientistas usaram câmeras de altíssima resolução a fim de captarem os movimentos de mordida da formiga drácula. A mordida deste pequeno insecto já era do conhecimento científico, porém, ainda não havia sido determinada a sua velocidade, que era e é, considerada a mais alta para qualquer movimento feito por um animal.

Também foram realizados testes de raio-x que determinaram que a potência e velocidade da mordida decorrem da circunstância de a pequena mandíbula destas formigas ser diferente das outras espécies, funcionando como uma espécie de mola, que permite uma impulsão muito rápida e potente.

Pancadaria

Esta espécie de formigas tem vindo a ser comparada ao camarão mantis, também conhecido como camarão louva-a-deus, uma espécie de crustáceo conhecida pelas suas capacidades predatórias ferozes, uma vez que mata as suas vítimas com “socos” desferidos a mais de 80 quilómetros por hora. Apesar de muito mais fracos do que as mordidas da formiga drácula, têm a potência suficiente para quebrar carapaças de caranguejos e outros crustáceos.

Sabe-se que a “lagosta boxeadora” usa o seu ataque para caçar, porém, os cientistas ainda não determinaram exactamente como a mordida da formiga drácula é utilizada na rotina do formigueiro. Talvez seja esse o próximo passo no estudo deste peculiar insecto.

Comentários
Loading...