Isto foi o que aconteceu na famosa casa assombrada de Amityville

Certamente você já ouviu falar no filme “Horror em Amityville”, foi um filme muito visto na altura em que foi lançado. Curiosamente, o filme é baseado em acontecimentos reais. A história gira em torno de uma família que tinha mudado recentemente de casa para uma bela e idílica habitação junto a um lago. Porém, essa mesma habitação tinha um histórico repleto de circunstâncias perturbadoras, envolvendo assassinatos e mistérios sem explicação.

Na verdade, o filme não retrata toda a história que aconteceu na famosa casa assombrada de Amityville. Fique agora a par do que realmente aconteceu no infame local.

Horror em Amityville

Foi no ano de 1974 que ocorreu o assassinato de seis dos membros da família DeFeo, no interior da residência em Amityville. A casa ficava situada na Ocean Avenue, na pequena vila de Amityville em Nova Iorque.

Entre as vítimas do famoso assassinato: Os pais Ronald e Louise DeFeo, e os filhos Dawn, com 18 anos de idade, Allison de 13, Marc de 12 e John de apenas 9. Foram todos brutalmente assassinados enquanto dormiam com recurso a armas de fogo. O único sobrevivente foi o filho mais velho, Ronald Jr., na época com 23 anos.

Horror em Amityville

O pai e a mãe foram mortos com dois tiros cada um, enquanto as crianças faleceram vítimas de um único disparo. A título de curiosidade, o apelido, ou alcunha, como preferir, de Ronald Jr. o filho mais velho, era “Butch”, como foi o único sobrevivente, foi levado pela polícia para ser interrogado.

A policia identificou várias discrepâncias e inconsistências nas declarações do jovem que negou veementemente a autoria do crime. Após alguma pressão por parte dos interrogadores, o jovem infame acabou por confessar ter sido o autor do crime. Porém, o bizarro aconteceu: ele acabou sendo julgado no ano seguinte e, durante a audiência, o advogado do jovem afirmou que ele teria sido motivado a cometer o crime por vozes que ouvia na sua cabeça.

Horror em Amityville

O filho mais velho sofria de transtornos de personalidade e tinha histórico com drogas como o LSD e a heroína. Um psiquiatra confirmou a veracidade dos transtornos e “Butch” foi sentenciado a prisão, por 25 anos por cada vítima – ou seja, na prática, prisão perpétua.

Este crime acabou, curiosamente, por originar as lendas assustadoras, devido à circunstância de nas autópsias não ter sido encontrado qualquer sinal de luta ou sedativo no organismo das vítimas. Ou seja, elas nem sequer acordaram ao ouvir os sons dos disparos.

Horror em Amityville

“Butch” acabou por revelar mais tarde que a ideia de assassinar os seus pais teria partido inicialmente da sua irmã, Dawn, de 18 anos. Que alegadamente estaria zangada com o pai, que a tinha proibido de visitar o namorado que vivia na Flórida. Tanto “Butch” como Dawn consumiam drogas com os amigos em comum. O plano original era matar apenas os pais e depois levar os irmãos mais novos para junto dos avós que viviam em Brooklyn. Para o efeito, convidaram dois cúmplices para os auxiliarem na execução do plano.

A irmã, Dawn, teria ficado desesperada e arrependida da morte dos pais e acabou disparando nos irmãos mais novos. Alegadamente, ela teria forçado Marc e John a deitarem-se de bruços e matou Allison com um tiro no rosto. Após disputarem a posse da arma, Dawn acabou desmaiada e “Butch” revelou que nessa altura apontou a arma à cabeça dela e disparou.

Horror em Amityville

Em suma, tratava-se de uma família disfuncional, cheia de transtornos e que consumia drogas. Isto segundo os especialistas. Nesta fase, você deve ter na sua cabeça a seguinte questão: “Então e as supostas assombrações?”

Ronald Jr., o autor dos crimes

A casa foi mais tarde vendida à família Lutz. Na circunstância, os novos donos George e Kathy, revelaram que ocorriam na habitação uma série de atividades paranormais, entre as quais aparições demoníacas, crucifixos invertidos, entre outras.

Talvez os membros da família Lutz tenham sido condicionados com o conhecimento prévio que tinham do que tinha sucedido na residência e dessa forma tenham começado a culpar a casa pela perturbação que aparentemente estariam vivenciando.

Por fim, eles acabaram por decidir abandonar a casa e as experiências acabaram por dar origem ao livro de Jay Anson, lançado em 1977 e que deu origem ao famoso filme “Horror em Amityville”.

Horror em Amityville

A família Lutz manteve todas as afirmações que tinha feito e sempre juraram a pés juntos que todos os relatos e experiências eram reais. Nunca saberemos.

Fonte: Live Science

Comentários
Loading...